Entre em contato:

What'sApp: (21) 979640613
E-mail: atendimento@shopmedical.com.br
Visite nossa loja: www.shopmedical.com.br

domingo, 6 de março de 2016

Cirurgia Percutânea de Joanete (Hallux Valgo).


Definição

A cirurgia minimamente invasiva ou cirurgia percutânea do Hallux Valgo (Joanete), consiste em corrigir a alteração dos ossos e dos tecidos moles do pé através de uma incisão mínima de dois ou três milímetros, ao invés de uma incisão de maiores dimensões, geralmente de seis centímetros, que é a utilizada na cirurgia tradicional aberta.
Trata-se da aplicação das novas tecnologias que foram desenhadas para se poder praticar intervenções cirúrgicas minimamente invasivas.
Essa técnica é praticada aplicando anestesia local nos nervos do pé que dão sensibilidade à zona cirúrgica a tratar, com o paciente relaxado e sob a supervisão de um anestesista.

Principais vantagens:
·         É praticada com anestesia local.
·         A locomoção recupera-se de imediato. O paciente entra e sai da sala de operações pelo próprio pé.
·         No há necessidade de internação prolongada, pois a intervenção realiza-se em regime ambulatório.
·         O pós-operatório é menos doloroso já que somente os tecidos moles são minimamente traumatizados. (95% dos pacientes nos quais se praticou a intervenção afirmam não ter sido necessária a ingestão de nenhum analgésico).
·         Não é necessário introduzir cravos ou parafusos para manter a correção.
·         Não há necessidade de aplicar gesso, apenas se utilizam compressas e um tipo de sapato especial no pós- operatório. Sendo no caso a mais indicada a Sandália Augusta da Salvapé.
·         Permite o retorno imediato do paciente ao trabalho.
·         As pequenas incisões reduzem as possíveis complicações e também as cicatrizes.
·         Além das vantagens econômicas, porque a hospitalização é de apenas algumas horas.
Riscos
Nenhuma intervenção cirúrgica está isenta de riscos, sejam eles derivados da anestesia local, do tipo de intervenção praticada, ou os próprios oriundos de cada paciente.
Para maiores informações consulte um especialista.