Entre em contato:

What'sApp: (21) 979640613
E-mail: atendimento@shopmedical.com.br
Visite nossa loja: www.shopmedical.com.br

domingo, 31 de julho de 2016

Amar faz bem a Saúde!



Se você ainda não acredita no poder do amor, saiba que é cientificamente comprovado: amar e ser correspondido faz bem à saúde.
A sensação de ter um companheiro ou uma companheira que te completa e faz com que você se sinta feliz, e essa é sem dúvida, uma das melhores sensações que podemos ter.
Alguns estudos têm mostrado que quando nos apaixonamos o nosso corpo funciona muito melhor, pois nosso cérebro libera um hormônio chamado endorfina, que estimula o corpo inteiro e traz uma série de benefícios à saúde.
Nossa autoestima aumenta, temos prazer em nos arrumarmos e cuidarmos da beleza, não damos importância para problemas pequenos, temos mais segurança para encarar desafios, mais vontade de viver e buscamos melhorar nossa qualidade de vida.
Que tal nos lembrarmos de como é bom amar outra pessoa? Sorrimos à toa, o dia está sempre lindo, o humor permanece ótimo, tudo muda, até os batimentos cardíacos aceleram. Mas você já parou para pensar o que muda no seu corpo quando o amor preenche seu coração?

Melhora até do desempenho esportivo
O cérebro recebe mais sangue e melhora suas atividades, tornando-as mais intensas quando pensamos em quem amamos. O chamado “hormônio do amor” (oxitocina), está ligada às funções comportamentais, como: orgasmos, reconhecimento social, instintos maternais, entre outros.
O que pouca gente sabe é que algumas pesquisas revelaram que a oxitocina também melhora o desempenho esportivo, principalmente as atividades competitivas, segundo o blog do The New York Times. Uma ótima pedida para utilizarmos o amor para mantermos a qualidade de vida e a nossa saúde!
Para completar, o amor e relacionamento estável diminuem o risco para o sistema cardiovascular. “Quando as pessoas estão em situação de bem estar, estão em condições favoráveis, ou seja, estão em equilíbrio emocional. Quando estão amando, a substância do prazer é liberada na corrente circulatória e até mesmo hipertensos e diabéticos conseguem manter os níveis de glicose controlados”, aponta o cardiologista Everton Dombeck, do Hospital Cardiológico Constantini.
O médico aponta ainda que, na paixão, alguns níveis de serotonina, um neurotransmissor que atua no cérebro, são liberados pelo organismo. Tal neurotransmissor regula o humor, sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal, sensibilidade a dor, movimentos e as funções intelectuais. Por isso, quem ama sente menos stress e, até mesmo, menos vontade de comer.
Portanto, ter um amor faz toda diferença na saúde em geral. Um estudo realizado pela Universidade Católica de Brasília apontou que homens com mais de 60 anos e solteiros possuem risco de 61% a mais de morrerem do que os casados. Para as mulheres, as viúvas possuem probabilidade 82% maior de morrerem e as solteiras 35%, se comparadas com as casadas ou em relacionamento estável.

A mesma pesquisa demonstrou que, mesmo em pessoas mais jovens, ter um relacionamento estável leva homens e mulheres a adotarem hábitos mais saudáveis, com a probabilidade de tabagismo entre pessoas solteiras do sexo masculino ser 16% maior. Portanto, aproveite todos os benefícios do amor e torne sua vida melhor, tanto para você quanto para a pessoa amada!
Fontes: Doutíssima, Exame, UOL, Bem Paraná