Entre em contato:

What'sApp: (21) 979640613
E-mail: atendimento@shopmedical.com.br
Visite nossa loja: www.shopmedical.com.br

sábado, 22 de novembro de 2014

Joelho de Corredor

Se não se cuidar, você pode ter que se afastar 
definitivamente das pistas, confira como tratar o problema.


Você sente dores nos joelhos, como agulhadas e pressões, quando vai correr? 




Então fique atento! Isso pode ser sinal da temida Condromalácia Patelar – que também é conhecida como joelho de corredor. O problema é chato, mas, com tratamento adequado ela  pode passar e você voltar rapidamente às suas atividades esportivas.

Caracterizado inicialmente pela perda de líquido da patela, esta patologia danifica a cartilagem da região, ocasionando pequenas fissuras.
 “Se não tratada, a cartilagem pode ficar inteiramente desgastada, levando a mulher a sentir fortes dores” 

Nos alerta o ortopedista Rogério Teixeira, do Núcleo de Estudos em Esportes e Ortopedia.

Esse distúrbio é classificado em diferentes níveis:
  • Inicial
  • Moderado
  • Avançado
 “A patela é um osso que fica ‘flutuante’ na articulação. Com a contração muscular, entra em contato com o fêmur. Assim, quem tem a perda desse líquido acaba tendo um choque ósseo” 

Relata o fisioterapeuta Diego Mardegan.

Estas são algumas indicações para você passar longe do problema:
  • É preciso ficar atenta para não sobrecarregar os joelhos (principalmente com exercícios de flexão de perna)
  • Utilizar um tênis com bom amortecimento.
  • Não esquecer de sempre fazer o alongamento das pernas
 “Além disso, a Condromalácia pode ser causada depois de luxações e deslocamentos de patela”, acrescente Rogério. Caso você já tenha desenvolvido o problema, não fique preocupada. “Só é preciso tratar. Se o nível de desgaste não for avançado, não é necessário abandonar as pistas”, diz Rogério.

Existem ainda diversas formas de tratamento:

“A mulher pode optar pela terapia manual, alongamento, principalmente na parte posterior das coxas, exercícios específicos de fortalecimento e treinos para estabilização”, ressalta Diego. Se o caso for um pouco mais grave, é necessário fazer infiltrações no joelho, que ajudam a melhorar a condição da cartilagem.

Durante o tratamento, Rogério indica outros esportes, como natação e bike. Se você realmente não conseguir ficar longe da corrida, o recomendado é treinar numa intensidade leve na esteira e depois ir para a grama – deixe para pensar no asfalto só quando o seu joelho estiver sem o problema. “Quanto mais rígido for o piso, pior o desgaste”, acrescenta Diego.