Entre em contato:

What'sApp: (21) 979640613
E-mail: atendimento@shopmedical.com.br
Visite nossa loja: www.shopmedical.com.br

sábado, 8 de setembro de 2012

Congresso Mundial na Bahia discute avanços em reconstrução e alongamento ósseo


Começou nesta quinta-feira e vai até sábado, 8/9, o Congresso Mundial de Fixação Externa da Sociedade Internacional de Reconstrução e Alongamento Ósseo no Hotel Iberostar, na Praia do Forte, Bahia. O evento, que conta também com o 11º Congresso Brasileiro do Comitê ASAMI, da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), reúne especialistas de mais de 50 países e debate os avanços dessa área da ortopedia, que cresce cada vez mais em todo o mundo inteiro. 
 
A reconstrução e o alongamento ósseo são especialidades da medicina ortopédica que têm como objetivo a correção de desigualdades de comprimento dos membros superiores ou inferiores; o alongamento é usado também nas questões estéticas do corpo, um dos temas do Congresso Mundial. O alongamento pode ser aplicado para tratar deformidades ou reconstruções ósseas tanto em crianças quanto em adultos. 
 
Para os médicos brasileiros, a reconstrução óssea é um desafio, principalmente devido aos altos índices de acidentes de trânsito no País, responsável só em 2011 por 174.273 internações. Os principais temas do Congresso, na traumatologia, referem-se ao tratamento do acidentado com traumas de alta energia, com perda óssea e lesão de tecidos, além do tratamento das fraturas de osso com osteoporose, no caso das pessoas idosas. Serão discutidas também deformidades congênitas e adquiridas não-traumáticas em crianças e adultos e deformidades pós-traumáticas em crianças e adultos.
 
Segundo o presidente do Congresso Mundial, José Carlos Bongiovanni, esse é maior encontro científico da especialidade, onde haverá a presença de centenas de professores nacionais e internacionais, experts no assunto, que trarão as mais recentes novidades de alongamento e reconstrução osteoarticular. De acordo com o médico, a fixação externa é o melhor meio para alongamento e transporte ósseo, porém a reconstrução óssea e articular tem outros métodos e síntese interna e de artroplastias que também são utilizados e que serão demonstrados nesse evento. 
 
“A especialidade avança a passos largos, já temos fixadores que são controlados por computador, assim como alongamento ósseo sem o uso de fixador e sim por haste interna no osso”, diz. “O alongamento ósseo é fundamental para pessoas que têm desigualdade dos membros, assim como para alongar pessoas com problemas de baixa estatura, como os acondroplásicos (anões), os quais é possível alongar em torno de 40 cm e reintegrá-los à sociedade”, completa.
 
Alongamento estético
 
O Congresso Mundial também discutirá o alongamento estético, assunto que foi capa da revista Veja, em abril desse ano, mostrando a procura desse tratamento por pessoas de baixa estatura que, no mercado de trabalho, levam desvantagem em relação aos concorrentes. “O alongamento estético será um dos focos do nosso Congresso. Teremos uma discussão muito além da técnica. Vamos falar também das implicações jurídicas, sociais, profissionais e pessoais”, afirma Dr. Bongiovanni.